Bem vindo

Sê bem-vindo e divirta-se, porque a vida é importante para ser compartilhada!

domingo, 9 de setembro de 2012

Meiose: por que, pra quê e como?

Continuando o pedido de explicações para prova da minha filhota, agora explico a MEIOSE.
Meiose é também um processo de multiplicação celular, mas enquanto na Mitose o número cromossômico é constante ( 46) no caso da espécie humana, na Meiose, o número cromossômico é dividido ao MEIO logo, as células filhas têm 23 cromossomos cada uma....Então, a primeira diferença entre os dois processos é o tipo de célula que origina: no caso da meiose, vai originar gametas - espermatozóides e ovócitos!
Afinal, a espécie humana se caracteriza pelo número cromossômico igual a 46 e como um novo indivíduo resulta do encontro entre um espermatozóide (23) e um ovócito (23), os bebês possuem 46 cromossomos!
Bem, para produzir células com a metade do número cromossômico, a Meiose faz duas vezes a sequencia de etapas da Mitose:
Outra diferença: a Mitose faz uma sequência de etapas - Prófase, Metáfase, Anáfase e Telófase - e a Meiose faz duas: Meiose I -Prófase I, MetáfaseI, Anáfase I e Telófase I- e Meiose II - PrófaseII, Metáfase II, Anáfase II e Telófase II.
Nessas etapas acontecem os mesmos fenômenos já descritos no post da mitose. O importante e que garante o número final dos cromossomos é a PrófaseI por que nela ocorrem as subetapas: LE- ZI - PA - DI - DI. Podemos comparar as subetapas a um encontro na balada:

LEptoteno ( LEPTO = fino)- é aquela hora que os cromossomos estão se arrumando, vão tomando banho, fazendo chapinha.... ficando lindinhos e "chupando a barriga" na frente do espelho; se arrumam para sair e caçar.....
ZIgoteno ( ZIGO = par) - os cromossomos chegaram na balada, e encontraram seu par...
PAquiteno (PAQUI= grosso) O casalzinho fica grosso, enrolado, se escondendo dos observadores, são quase "dois em um".
DIploteno (DIPLO=duplo) Os dois cromossomos resolvem empernar... cruzam suas pernas, cruzam seus braços... trocam material genético. Serinho, nessa etapa podemos visualizar (ao microscópio claro e se tivermos muiiiita sorte) os quiasmas, pontos de cruzamento das cromátides....
DIacinese (CINESE = movimento) Cada cromossomo vai embora pra casa, já é de manhã e o casal se separa, mas.... nesse caso cada um leva de lembrança um pequeno pedaço do outro...
As demais etapas ocorrem com as mesmas características já descritas para a Mitose, contudo, as células que resultam ao final possuem conteúdos cromossômicos diferentes entre si e em relação à celula que as originou.
Essa balada cromossômica garante a grande diversidade de características entre os seres vivos, por isso os irmãos, mesmo tendo o mesmo pai e a mesma mãe podem ser tão diferentes!
Ah, na Prófase ( tanto da Mitose quanto da Meiose) a carioteca se desfaz pois fica difícil fazer toda essa dança de cromossomos no espaço limitado do núcleo. A carioteca só aparece na Anáfase....
Acho que é isso por esse feriado, espero que ajude o pessoal na prova de segunda e fico aguardando novas solicitações de aula de biologia . Beijos!
 

sábado, 8 de setembro de 2012

Mitose: por que, pra quê e como?

Os processos de divisão celular são duas incógnitas no Ensino Médio... e por isso, minha filhota me encomendou esse post, tem prova na segunda sobre o tema, vou tentar resumir de forma compreensível:
 Pra começar, são chamados de processos de divisão celular, mas, o que se divide é o citoplasma e as organelas celulares, para dar origem a novas células. O DNA do núcleo não divide, multiplica, afinal, as novas células devem conservar o mesmo material genético da célula original.
Imagine que você tomou aquele primeiro "queimaço" do ano: sua pele ficou vermelha como um chiclet de morango: primeiro arde e dói - as células estão dando o "último suspiro", morreram e estão avisando seu corpo disso; depois, começa a coçar e se formam bolhas- as células, num trabalho extremo, duplicam o DNA para garantir a manutenção das características celulares, essa estratégia precisa de energia e a água é um dos produtos dele; por último, as novas células começam a se formar e substituem o tecido morto, que descasca porque foi solto pelas bolhas de água.... 
Esse é o objetivo da Mitose: repor novas células sempre que o corpo necessita ou produzir todas as células que vão dar origem às células de um novo indivíduo.
O esquema abaixo é uma foto explicativa do processo tirada no MCT- PUCRS:
 Mostra o esquema de duplicação de DNA e as etapas de formação de novas células.
Tem quatro etapas:
Prófase - "pró" quer dizer vai começar... é a etapa em que a célula está pronta pra começar a divisão, o material genético está duplicado, o centríolo ( na célula animal) também e a parede celular ( na célula vegetal) forma pequenas vesículas na região central da célula original.
Metáfase - "meta" vem de meio-metade.... pra organizar a bagunça, os cromossomos se colocam na região medial da célula - equador (sabe, essa mesma, aquela linha imaginária que divide o Planeta em dois hemisférios). Enfileiradinhos, para a par, agora o centríolo começa a emitir "fios" que se ligam aos centrômeros e preparam para levar cada par para cada polo oposto da célula.
Anafáse - Nesse momento, os cromossomos são puxados para os polos, os centríolos começam a diminuir os prolongamentos ( fios) e cada polo fica com um conjunto de 46 cromossomos iguais.
Telófase- "telo" é separar.... o citoplasma se divide, e as novas células estão prontas para completar o tecido animal.
 Como a célula vegetal não tem centríolo, quem faz o papel do centríolo nesse caso é a parede celular, mas tudo acontece mais ou menos da mesma forma e as novas células formarão novos tecidos.
Em seguida, posto sobre a Meiose, afinal, esse post aqui ficaria imenso, chato e um porre, se eu colocasse as duas por aqui.